News

Carlos Bêla: “O design é uma forma de expressão artística como a música”





Por Mariana Junqueira

O décimo capítulo da série #BehindTheSIM, que conta a história dos profissionais envolvidos na Semana Internacional de Música de São Paulo, entrevista Carlos Bêla designer responsável pela identidade visual da SIM. 

Não são apenas os showcases, os painéis, as mesas, os negócios e os encontros que acontecem na SIM São Paulo que definem o evento. Muito antes de começar a montagem da feira, foram criados e definidos elementos, formas e cores que representam visualmente a SIM. O designer Carlos Bêla é, desde 2015, o responsável pela identidade visual da SIM São Paulo: “do material impresso, promocional, passando pelo digital, etc, ou seja, todos os pontos de contato visuais da marca”, explica.

Formado em desenho industrial pela FAAP, o profissional se dedica ao design desde 1995 e teve trabalhos reconhecidos em premiações como Cannes Lions, D&AD Awards, The One Show,The Clio Awards, Art Directors Club Awards, Bienal de Design Gráfico, Creative Review’s The Annual, RES 10, PromaxBDA e MTV Video Music Brasil. Apesar dos prêmios, o designer comenta como é atuar na área no Brasil em que, segundo ele, as pessoas não estão familiarizadas com as artes visuais: “você precisa também instruir, orientar, ensinar o cliente. É preciso defender muito bem seu trabalho”.

Com passagem pela MTV e pelo Estúdio Lobo, hoje, se dedica a projetos de identidade de marca, comunicação visual, motion graphics, animação 2D, stop motion, etc, muitas vezes aliando sua paixão pela música ao design. 

“Já fiz muitos trabalhos que juntam design e música, como abertura de programas, exposições, pôsteres, identidade visual de bandas ou produtoras de áudio, capa de discos, mas certamente a SIM foi o mais abrangente e completo deles. Estar envolvido com um projeto tão rico e plural como a SIM me dá um orgulho imenso. Faço de tudo para produzir uma arte que seja compatível com essa pluralidade”, conta Bêla. 

Ele comenta o desafio de pensar a identidade visual da SIM: “A cada edição, utilizando dos mesmo elementos visuais, precisamos gerar uma individualidade. Queremos sempre manter algumas características visuais, porém modificando relações e proporções para gerar identidades novas, com peculiaridades exclusivas daquele ano”.

O duo de música eletrônica, Golden Shower, é outro trabalho com música e design em que está envolvido. O projeto multimídia foi criado no final dos anos 1990 de uma vontade de Bêla e Roger Marmo, com os pseudônimos Markus Karlus e Kevin Rodgers, de criar uma sonoridade oitentista com tudo o que amavam e odiavam na década. Ganharam visibilidade com um vídeo clipe produzido por e premiado pela MTV à época. Em 2019, decidiram retomar as atividades, remasterizar as faixas produzidas de 1996 a 2006 e disponibilizar as obras nas plataformas digitais. Aí, foram surpreendidos com tweet presidencial perguntando “o que era golden shower” - relacionado ao incidente no carnaval de São Paulo -  e aproveitaram a deixa para retrucar o presidente e divulgar o trabalho. Em entrevista ao Pop Fantasma (https://popfantasma.com.br/golden-shower-entrevista/), Carlos explica melhor o episódio.

Com experiência nos dois segmentos, Bêla faz reflexão sobre a produção nas artes visuais e a criação musical: “O design é uma forma de expressão artística, como a música. Muito do que os artistas buscam expressar criativamente em seus trabalhos pode ser feito através do trabalho do designer. Há décadas que essa relação vem se estreitando, a ponto do design ser muitas vezes uma extensão da música, um ponto de contato visual e até tátil para as ondas sonoras, complementando, acrescentando, somando, e ajudando a passar a mensagem da arte”.

 

LEIA MAIS:

CARANDINA: "SEU TRABALHO MOBILIZAR MULTIDÕES, É MUITO GRAITIFICANTE"
FABOX: "VEJO OPORTUNIDADES PARA TODOS OS LADOS"
LETZ SPINDOLA: "EXISTE A URGÊNCIA DE OCUPAR A CIDADE COM ARTE"

  • contato
PRODUÇÃO / PRODUCTION
INFO@SIMSAOPAULO.COM
ASSESSORIA DE IMPRENSA/PR
PRESS@SIMSAOPAULO.COM