News

DATA SIM e Rede SateliteLat são destaque na FIMPRO 2019





Por Dani Ribas

Entre os dias 27 e 31 de maio estive na 8ª edição da FIMPRO - Feira Internacional da Música para Profissionais, realizada na cidade de Guadalajara, México. A FIMPRO é a feira mais importante do mercado mexicano e uma das mais importantes da América Latina.

Participei também dos speed-meetings representando a SIM São Paulo e conheci muitos artistas interessantes de toda a América Latina. Dentre os showcases que eu vi, destaco o canadense Pierre Kwenders, que fez uma apresentação de impacto no venue Bismarck, além da brasileira Luiza Lian, que seguiu em turnê por outras cidades mexicanas após o evento. A seleção dos artistas que se apresentaram nos showcases teve colaboração da diretora da SIM, Fabiana Batistela, que integrou o júri do evento.

 

Este ano a FIMPRO também foi a anfitriã do congresso da ISPA - International Society for the Performing Arts, associação internacional criada em 1948 com sede em Nova Iorque. Sob o tema “La Fortaleza está em Nosotros”, as conferências ISPA se somaram aos painéis de debates da FIMPRO, e tanto as artes cênicas como a música – ambas artes performáticas – saíram ganhando com as discussões transversais propostas no evento conjunto.

Minha primeira atividade foi a apresentação da pesquisa “Mercado da Música na Cidade de São Paulo – Parte 1 – Espaços para Música ao Vivo” do DATA SIM, no primeiro dia do Congresso ISPA, na mesa “Inteligência de Dados para as Artes”, juntamente com Phillip Cox (da LaPlaca Cohen, consultoria com sede em Nova York). Quem moderou a mesa foi Igor Lozada, Diretor da Secretaria de Difusão Cultural da Universidade de Guadalajara. Foi muito gratificante ver o interesse das pessoas pela pesquisa e como ela dialoga não apenas com o universo da música mas também com o do teatro. Muitos representantes de pequenos teatros independentes vieram conversar comigo após a apresentação, comentando que muitas das questões dos clubes de música cabiam perfeitamente no universo dos teatros independentes. Sabemos quão importantes esses dados são para a cadeia produtiva da música, mas foi a primeira vez que pude ver esses números dialogando também com as problemáticas das artes cênicas.

Minha segunda atividade foi uma reunião fechada chamada Encontro de Mercados Iberoamericanos, com participação de Circulart, MAPAS, MIIM - Mercado Internacional de la Industria Musical, Imesur Chile, Corriente - Encuentro por la música, PULSAR Chile, Isla Viva Galapagos Music Conference, além dos anfitriões da FIMPRO. A demanda por dados nesses mercados é enorme e o DATA SIM certamente tem muito a contribuir para a construção desses números e para a interpretação do momento especial vivido pela América Latina no contexto do mercado global. Saí da reunião confiante de que as feiras cumprem um papel importantíssimo nesse ecossistema.

Também participei de uma mesa que acabou sendo um dos destaques da programação de 2019: “Trabalhar na Indústria Musical desde a Perspectiva Feminina”, ao lado de Paula Rivera (INAMU-Argentina), Noela Salas (IMESUR-Chile), Monica Saldaña (Festival Nrmal-México) e com moderação de Ana Rodriguez (manager da banda mexicana Troker). Apresentei dados da pesquisa “Mulheres na Indústria da Música no Brasil: Obstáculos, Oportunidades e Perspectivas” e falei da importância de, enquanto mulheres, plantarmos sementes para um mercado mais igualitário e avaliarmos o que já estamos colhendo com nossas ações. Também foi apresentada a iniciativa SateliteLat de Mulheres na Indústria da Música, de que participo sendo uma das mulheres-nós do Brasil. O debate foi emocionante, com o auditório lotado de mulheres e homens dispostos a contribuir para um mercado menos desigual e mais feminino.

Notei poucos brasileiros participando da FIMPRO. O motivo certamente não é falta de interesse dos mexicanos pelo mercado brasileiro. Eu certamente voltarei, pois o México tem posição de destaque no mercado latino-americano e mundial, além de ser um país lindo e com muitas possibilidades de trabalho e intercâmbio para profissionais brasileiros. Até já, Guadalajara!

  • contato
PRODUÇÃO / PRODUCTION
INFO@SIMSAOPAULO.COM
ASSESSORIA DE IMPRENSA/PR
PRESS@SIMSAOPAULO.COM