MINISTÉRIO DA CIDADANIA E MASTERCARD APRESENTAM

News

Luciano Balen: “o futuro da Música será dividido em virtual e ao vivo”





Por Izabela Delfiol

 

A SIM São Paulo catalisa encontros: profissionais de diversas áreas do mercado frequentam a feira e expandem seus horizontes e conexões. A série Humans of SIM traz histórias de pessoas que comparecem e aproveitam o melhor da SIM. Este episódio é sobre Luciano Balen, músico e produtor do Festival Música de Rua.


Aos 11 anos, em uma viagem à Bahia com a mãe, Luciano Balen teve sua percepção sobre o mundo e sobre música transformada. Voltou de lá para Caxias do Sul (RS), sua cidade natal, com a mala cheia de instrumentos de percussão e muita vontade de aprender a tocar -- e foi exatamente o que ele fez. Ao longo de sua vida, Luciano oscilou entre ser músico profissional e por hobby até que, em 2008, passou a tocar o Projeto CCOMA, que circulou dentro e fora do Brasil. Sua carreira, entretanto, foi muito além dos palcos: “Também dirijo o Festival Música de Rua há 9 anos na Serra Gaúcha; tenho 2 programas de rádio; coordeno dois projetos de livre acesso à Música: Cultura Hip Hop nas Escolas (vencedor do Prêmio Educação RS e do Prêmio Brasil Criativo); e um outro novo projeto chamado Amplificador, que dá sequência ao Cultura Hip Hop, dando oportunidade aos jovens de escolas públicas de periferia de Caxias do Sul de experimentar com produção musical e audiovisual (videoclipes). Além disso tenho uma participação no Conselho Municipal de Cultura de Caxias, também estou vice-presidente da Comissão da Lei de Incentivo à Cultura do município e coordeno o Colegiado Setorial da Música do Estado do Rio Grande do Sul.”

Ele conheceu a SIM através de um amigo de outra ponta do país, o DJ e membro do Conselho Consultivo, Patricktor4, de Pernambuco, e frequenta o evento desde a segunda edição. Não à toa, Luciano destaca as conexões com outros extremos geográficos do Brasil feitas na convenção. “A SIM me trouxe a compreensão de como funciona o mercado da música relevante no Brasil, me conectou com uma pá de gente do norte e do nordeste. Vale lembrar que estou no RS, que além de ser um estado distante geograficamente, também é um lugar em que a música e a cultura em geral está mais ligada ao sul, da América do Sul ao Pampa. Acredito que, mais que negócios, a SIM foi determinante para incluir o festival Música de Rua no calendário de importantes festivais brasileiros”, conta.

Ao definir a SIM São Paulo como um bálsamo, o produtor explica que, para ele, o evento ajuda a ampliar a compreensão músicos e agentes da música além da noção de mercado: “A SIM é uma espécie de epílogo do ano que passou e prólogo do que virá como tendência de mercado, como tendência estética, mas muito mais que isso: o papel transformador da música como ferramenta de cidadania, como veículo de identidade brasileira e como uma conexão ao mundo”.

Luciano relembra “Profissão Músico”, um documentário produzido por ele em 2011, ao ser perguntado sobre o que imagina do futuro pós-coronavírus. “Nele, apresentávamos a perspectiva de quem vivia numa cidade no interior do RS mas tinha uma vontade grande de tocar, de viajar e de viver de música. Entre os depoimentos que captamos, está o de Naná Vasconcelos, que encaro como missão... foi como um cristão encontrar Jesus. Ele disse ‘O futuro da música é fazer música. É usar o eletrônico e não ser usado pelo eletrônico. É fazer uma música brasileira, com identidade nossa! É ouvir o som dos rios, da natureza, do motor dos barcos do Rio Amazonas. É ouvir o passarinho que sobe na árvore pela manhã pra cantar, tendo ou não tendo alguém pra ouvir’”, relata.

Com esperança no futuro e nas próximas gerações, ele enxerga no futuro uma fusão ainda maior entre real e virtual: “Será um mercado dividido em virtual e ao vivo. Teremos cada vez mais programas e apps de criação ocupando o lugar de músicos. Mas ao mesmo tempo tenho uma certeza: Está vindo uma geração de meninas e meninos que sabem seu papel no planeta. Esse pessoal vai precisar de uma trilha sonora em harmonia com seus desejos."

  • contato
PRODUÇÃO / PRODUCTION
INFO@SIMSAOPAULO.COM
ASSESSORIA DE IMPRENSA/PR
PRESS@SIMSAOPAULO.COM